81 - 99340-9772 (Whatsapp)

E-mail: isurubim@hotmail.com

Envie a sua matéria para o nosso Whatsapp

Jovem de Surubim morre em grave acidente

Um acidente envolvendo dois caminhões com placas da cidade de Surubim, aconteceu nesta quinta-feira (19), por volta das 13h entre os municípios de Santa Cruz do Capibaribe e Jataúba. 

As primeiras informações colhidas, identificaram os condutores Jefferson Vinícios (Foto) e Léo, ambos residentes na cidade de Surubim, no agreste do estado. 

Segundo informações colhidas no local, relatam que um dos caminhões tentava realizar uma ultrapassagem perigosa, quando perdeu o controle e colidiu no segundo veículo.

Fonte: Surubim Noticias 


Ministro do STF morre em queda de Avião

Um avião de pequeno porte caiu no começo da tarde desta quinta-feira (19) no litoral de Paraty, na região sul do Estado do Rio de Janeiro. 

O STF (Supremo Tribunal Federal) informou que nome do ministro Teori Zavascki estava na lista de passageiros e teve a morte confirmada pela equipe do corpo de bombeiros que trabalha no resgate. 

Portal Uol

Mensagem sobre cobrança de anuidade da carteira de motorista é falsa

O Ministério das Cidades divulgou nota à imprensa nesta quarta-feira, 18, para esclarecer que é falsa a informação que os portadores de Carteira Nacional de Habitação (CNH) precisam pagar anuidade. Segundo o órgão, a mensagem pode ser um golpe contra a população.

A mensagem falsa que circula diz que nesta quarta, dia 18 de janeiro - em pleno recesso do Congresso Nacional - foi aprovado um projeto de lei que regulamenta a cobrança anual de uma taxa de R$ 298,47 a todos os portadores da carteira de motorista a partir do dia 1º de fevereiro. A cobrança seria enviada pelos Correios. Diz a falsa mensagem que o objetivo da taxa seria "auxiliar o governo federal, na extinção da atual crise econômica vivida no país".

O ministério alerta para o golpe e para que a população não pague qualquer taxa enviada pelos Correios. Não procede a informação de que o não pagamento resultaria em dívida ativa e cancelamento da CNH, além de apreensão do documento em "blits" (sic), ou "ações coordenadas pelos Detrans de cada cidade" (sic).


Diário de Pernambuco

Passageiro reage a tentativa de assalto em ônibus e mata suspeito

Um homem morreu e outro ficou ferido após uma tentativa de assalto a ônibus na PE-15, em Olinda - Região Metropolitana do Recife (RMR) - na noite desta terça-feira (17). Segundo informações iniciais, um dos passageiros teria reagido ao crime em um BRT da linha Abreu e Lima/PCR. 


De acordo com o Instituto de Medicina Legal (IML), o caso aconteceu em um coletivo que estava no terminal de integração de ônibus na PE-15 por volta das 21h20 desta terça-feira. 

As primeiras informações são de que o suspeito estaria com uma faca quando anunciou o assalto. 

O suspeito que sobreviveu à reação do usuário foi levado por policiais militares, enquanto o corpo do outro foi recolhido pelo IML.

Folha de Pernambuco

Caminhoneiro de Surubim morre em acidente

Um caminhoneiro da cidade de Surubim identificado inicialmente como 'Preto' (foto) morreu num grave acidente nesta manhã. 

As informações ainda estão desencontradas, mas de acordo com o que circula nas redes sociais o acidente aconteceu no estado da Bahia e a carreta que ele dirigia pertence ao ex-candidato a vereador de Surubim Luiz José da Silva  popularmente conhecido como 'Lula de Zé da sopa'. 

CORREÇÃO: A carreta não pertence a Lula de Zé da sopa, conforme noticiamos. Ela pertence a Luiz Carlos, conhecido como Lula Til.


Como será o momento que Trump receberá a maleta com Códigos nucleares das mãos de Obama

O republicano Donald Trump tomará oficialmente o lugar ocupado por Barack
Obama na Casa Branca em 20 de janeiro de 2017, a mesma data de todas as posses presidenciais há 80 anos. O dia em Washington é marcado por protocolos e tradições indispensáveis para chegar à Presidência, como é de praxe em todo o processo eleitoral dos Estados Unidos.
Com shows, desfiles e bailes, a cerimônia deve custar entre 175 e 200 milhões de dólares. Segundo o jornal Washington Post, cerca de 70 milhões são pagos através de doações privadas – o resto, sai do bolso da população. Apesar de se comprometer a seguir o cronograma, Trump pode manter sua tradição particular: quebrar alguns protocolos. O magnata já avisou que quer encurtar alguns passos da cerimônia, para começar a trabalhar no primeiro dia de mandato.

Uma noite como hóspede

Desde Jimmy Carter, em 1977, o presidente eleito dos Estados Unidos passa ao menos uma noite às vésperas da posse na Blair House, conhecida como a “casa de hóspedes presidencial”. Assessores de Trump negam boatos de que o magnata dormiria em seu novo hotel em Washington, portanto, ele deve aceitar a estadia na residência, que fica do outro lado da rua da Casa Branca.

Os Obama recebem a família Trump para um café da manhã

Assim como fez George W. Bush em 2008, o casal Obama deve receber Trump e a família logo cedo para um café e uma breve conversa na Casa Branca. O que não se sabe é se o magnata estará acompanhado apenas da esposa, Melania, ou se levará todos os seus filhos, genros e netos para os eventos do dia.

A passagem da mala preta (a do botão vermelho)

Na manhã da posse, em uma reunião discreta na Casa Branca, Trump receberá informações confidenciais do país, além de conhecer seu adido militar — um oficial do Exército responsável em lhe assessorar. Neste momento acontece a entrega de uma maleta preta, que contém documentos e instruções para ativar armas nucleares pelo mundo, e de um cartão com códigos de ativação que o presidente deve levar em seu corpo. O militar é responsável por carregar a maleta, presa a seu pulso, sempre a poucos metros do presidente.

O momento de agradecer a Deus

No primeiro evento público no dia, Trump e sua família devem comparecer à missa na igreja episcopal St. John's, conhecida como “a igreja dos presidentes”. Desde Franklin D. Roosevelt, é tradição que os líderes americanos frequentem o local.

Uma carona na ‘Besta’

Assim como Bush e Obama fizeram, o presidente democrata deve ir com seu sucessor no mesmo carro da Casa Branca até o Capitólio, onde acontece o procedimento oficial de posse. O veículo presidencial ultrasseguro, conhecido como “A Besta”, levará a dupla. Já que, naquele momento, Trump ainda não é presidente, ele deve sentar no lado esquerdo do carro, enquanto Obama ocupará o lado direito.

O juramento de Donald John Trump

Exatamente ao meio-dia, no horário local (15h em Brasília), Trump se tornará o novo líder dos Estados Unidos. A Constituição exige, então, que o presidente faça um juramento para começar seu trabalho, o que acontecerá em uma grande plataforma construída em frente ao Capitólio. Por tradição, os presidentes levantam a mão direita e colocam a esquerda sobre uma ou mais Bíblias. Há exceções na história de líderes que preferiram usar livros de legislação, ou nada. Antes de Trump, o vice Mike Pence também fará um juramento semelhante.

O aguardado discurso de posse

Ainda no Capitólio, Trump fará seu primeiro discurso oficial como presidente, um dos momentos mais importantes do dia. É o espaço que o novo líder tem para ressaltar os pontos importantes que guiarão seu mandato. De acordo com seus assessores, a fala de Trump será rápida e não deve passar o tempo médio de 20 minutos dos discursos de Obama.

O hino (à la reality show)

A cantora Jackie Evancho, de 16 anos, será responsável por cantar o hino nacional americano na cerimônia, papel que foi de Beyoncé no segundo mandato de Obama. A adolescente tirou segundo lugar no reality show America’s Got Talent, em 2010. Outros nomes famosos ainda não foram confirmados e há relatos de artistas como Elton John negando convites.

O tchau de Obama

Após a cerimônia Capitólio, uma cena dramática marca a saída, de vez, do presidente anterior: o líder e a família deixam Washington em um helicóptero. Como Obama continuará morando na cidade até que a filha mais nova, Sasha, termine o Ensino Médio, não se sabe se a tradição que iniciou em 1977 será mantida. É bem provável que sim, pois Obama e Michelle planejam tirar umas férias tão logo deixem a Casa Branca.

Um almoço protocolar

Enquanto a família de Obama segue com a vida longe do poder, a tradição é que Trump se dirija para um almoço promovido pelo Congresso, no Capitólio. O evento conta com discursos de líderes religiosos, (mais) apresentações de músicos e outras formalidades para homenagear o republicano.

O longo e animado desfile

O novo presidente americano fará o caminho entre o Capitólio e a Casa Branca, através da Avenida Pensilvânia, para enfim agradecer ao povo. Atrás de sua família, um desfile com bandas de escola, músicos militares, batalhões policiais, grupos de dança e outras dezenas de atrações. Assim como fez Obama, Trump deve descer do carro e fazer parte do trajeto a pé junto com seus familiares.
Segundo o Comitê de Posse Presidencial, o desfile de Trump deve durar, no máximo, uma hora e meia — menos do que a parada de duas horas de Obama. A intenção do magnata é “começar o trabalho” já no dia da posse, antes dos próximos compromissos.

A leitura da carta

Ao chegar na Casa Branca, na mesa do Salão Oval, Trump receberá a esperada carta de seu antecessor — mais uma tradição da Casa Branca. As cartas de um presidente para o outro costumam ser mensagens pessoais, escritas à mão, com conselhos e desejos de boa sorte.

Os agitos de Washington a noite

Para acabar com o dia cheio, a noite será de festa para Trump e a primeira-dama. Em 2009, Barack e Michelle compareceram a dez bailes e o recorde pertence a Bill e Hillary Clinton, que foram a 14 festas. Aos 70 anos, o presidente mais velho da história dos Estados Unidos parece ter escolhido mais tranquilidade. Trump deve ir a duas celebrações oficiais e uma em homenagem às Forças Armadas, de acordo com seus assessores.
Ilustrações por Baptistão
Fonte: Veja online

Programação da festa de São Sebastião de Surubim 2017


Desejo é atendido e Galvão narra amistoso Chapecoense x Palmeiras na Globo

Chapecoense x Palmeiras, amistoso do próximo sábado (21), às 16h30 (horário de Brasília), na Arena Condá, que marcará o retorno do time profissional da equipe catarinense após o trágico acidente aéreo em Medellín que vitimou quase todo o eu elenco, será o primeiro evento ao vivo do ''Futebol 2017″ da Rede Globo.


E a narração da partida será de Galvão Bueno, que assim tem um desejo manifestado atendido no fim do ano passado: ''Confesso que não penso em outra coisa. Quero muito fazer'', respondeu o locutor, na época, a um seguidor do Instagram que havia feito o pedido especial. 

O comentarista Walter Casagrande deverá acompanhar Galvão à Chapecó (SC) para a transmissão, assim como o repórter Abel Neto. Metade da renda obtida com o amistoso ficará para o clube e a outra parte repassada aos familiares dos mortos na tragédia.

Portal Uol 
Hei! Aguardamos a sua visita em nosso Twitter - https://t.co/quGl87I2PZ
Cadastre o seu e-mail