Opinião: O que eu vi no carnaval de Surubim


O carnaval acabou e o ano pode em fim começar pra valer. Daqui pra frente o Brasileiro vai acordar e perceber que o IPVA, IPTU e imposto de renda esta começando a bater a sua porta lhe obrigando a desembolsar muita grana.
Aqui em Surubim não é diferente, na verdade a única coisa que nos diferencia é que aqui a galera só acorda pra vida na segunda depois do carnaval. Antes tarde que nunca.
O carnaval de Surubim atingiu nesse ano de 2012 todos os recordes possíveis, tanto de atrações como de participantes de investimentos e de outra série de coisas.
Todos os milhares de foliões que passaram pela avenida São Sebastião nestes dias de festas tem a sua forma de ver e contar como foi o carnaval. Me permita nesse simples artigo contar o que eu vi no carnaval de Surubim 2012.
Enumero abaixo uma lista de coisas que eu vi e gostaria de compartilhar com vocês.
1. Vi pessoas correndo atrás do trio e cantando algumas musicas que nem eles entendiam.
2. Vi artistas dizendo que amava nossa cidade sem nunca terem colocado os pés aqui antes (o que o dinheiro não faz hem).
3. Vi o pátio da usina superlotado de pessoas. 
4. Vi pessoas urinando pelas ruas por não haver banheiros suficientes e por serem teimosos mesmo.
5. Vi inúmeros policiais e ambulâncias de plantão para atender a bêbados e valentões na festa. Onde estão essas ambulâncias quando a população precisa em dias normais?
6. Vi pais desesperados porque em alta madrugada seus filhos não tinham voltado para casa ainda.
7. Vi os motéis lotados e a maioria dos quartos estavam ocupados por pessoas promiscuas que se quer sabia o nome dos seus parceiros (as).
8. Vi ônibus de turismo estacionando na faixa amarela sem ser multados. Essa regra não vale para nós Surubinenses.
9. Vi o governo estadual e municipal investir pesado o no evento enquanto minha rua tem um esgoto a céu aberto a mais de 10 anos e dizem que não tem recurso para essa obra.
10. Vi pais de família se exporem ao ridículo na avenida por estarem totalmente embriagado.
11. Vi pessoas dirigindo embriagadas mesmo com o intenso trabalho das autoridades para evitar.
12. Vi jovens (inclusive adolecentes) desfilando com latinhas de cerveja na mão como se fosse um troféu para eles.
13. Vi muito político querendo aparecer na avenida por ser ano eleitoral.
14. Vi pessoas que falaram mal do nosso carnaval querendo tirar proveito dele agora depois que ele cresceu.
15. Vi mulheres seminuas reclamando porque receberam “cantadas”. 
16. Vi mulheres sendo traídas e humilhadas por seus companheiros.
17. Vi também uma multidão de pessoas em busca de alegria. Muitas delas passam o ano inteiro esperando esse momento. 
18. Vi que o povo de Surubim tem muito dinheiro (Graças a Deus), porque comprar Abadá, pagar camarote e bebida durante três dias não sai nada barato.
19. Vi que Surubim tem uma rede hoteleira muito tímida ainda para comportar eventos como carnaval e Vaquejada. Cabe aos empresários abrir os olhos e investir na área que o retorno é garantido.
20. Vi que o evento que nasceu pequeno hoje é um dos maiores de Pernambuco. Isso mostra que nossa Cidade tem potencial para isso.
Em 2013 o carnaval promete ser maior ainda - e que seja - só desejo que as pessoas tenham mais consciência e creiam que a vida é muito mais que três dias de festa e parem de gastar toda, energia, dinheiro, moral, carisma e vergonha em apenas três dias.
Bom, existem outras coisas que eu vi mais são impublicáveis e não vale à pena escrever aqui.
Na verdade da última vez que participei do carnaval de Surubim foi há 11 anos atrás porque depois que encontrei a alegria verdadeira (JESUS) não tive mais o interesse de aparecer lá.
Tudo que relatei nos itens acima eu vi através dos olhos de pessoas que participaram do evento esse ano e me relataram o que viram.
Se você é cegamente apaixonado pelo carnaval depois de ler o meu artigo pode ante me xingar, ficar com raiva, comentar bobagens, enviar emails pra mim me criticando...
Você só não vai ter coragem é de dizer que eu estou mentindo.
Não fique triste comigo eu respeito o seu gostou e suas preferências, na verdade eu sou apenas um jovem de 27 anos que aprendeu a ser feliz sem precisar de carnaval. 

Um grande abraço a todos.

Melqui Ferreira


ATENÇÃO: Se você quer enviar um comentário ou opinião em forma de matéria para ser publicada no iSurubim, basta enviá-la para o email: isurubim@hotmail.com