19 de fevereiro de 2013

Prepare-se: Conta de água vai subir

Presidente da Compesa, Roberto Tavares, disse que aumento será menor do que os 7,98% homologados pela Arpe
/ Foto: reprodução da internet


Não vingou a promessa feita pelo Governo do Estado de que a conta de água seria reduzida este ano. A Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) publicou no Diário Oficial desse sábado (16) a homologação de um reajuste de 7,98%, referente à reposição da inflação. O presidente da Compesa, Roberto Tavares, já anunciou que este percentual não será aplicado, mas mesmo assim reconheceu que haverá aumento.
"A reposição da inflação é normal e a Arpe calculou em 7,98%, mas, por ordem do governador, vamos abater deste percentual a economia que teremos com a redução da conta de luz [estipulada pelo governo federal em janeiro]", explicou. O órgão estima que a redução de gastos com energia será de R$ 23 milhões. Com este dado, um cálculo realizado por técnicos da empresa apontou que o reajuste ficará em torno de 5%, mas o valor oficial só será anunciado pela Arpe dentro de 10 dias. Enquanto isso, nenhum reajuste será aplicado.

Questionado pelo fato de, mesmo com o abatimento da redução da conta de luz, haverá aumento da conta de água, Roberto Tavares afirmou que é inevitável a reposição da inflação. "Não é reajuste, é reposição da inflação". Um nome ou outro, o fato é que, no fim das contas, o consumidor vai ter que desembolsar mais dinheiro. E não foi esta a promessa do Governo do Estado.

A redução da conta de água foi anunciada pela Compesa e por Eduardo em outubro do ano passado, em meio à campanha eleitoral, em resposta às declarações do então candidato a prefeito do Recife Humberto Costa (PT) de que haveria aumento da conta por causa da Parceria Público-Privada da Compesa. O projeto prevê a universalização do esgotamento sanitário das cidades do Grande Recife e em Goiana, na Zona da Mata Norte, em 12 anos.
Ne10

Postagem anterior
Próxima