domingo, março 10, 2013

Xuxa chama Feliciano de “monstro”; Evangélicos lembram filme pornô e suposto pacto com o diabo


Xuxa chama Feliciano de “monstro”; Evangélicos lembram filme pornô e suposto pacto com o diabo
Xuxa Meneguel usou sua fanpage no Facebook para criticar a eleição do deputado federal, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. A mensagem postada pela apresentadora gerou muitas críticas dos evangélicos e causou desconforto para alguns cantores gospel.
Marco Feliciano é considerado um dos maiores conferencistas evangélicos do país e tem enfrentando duras críticas de movimentos gays por ser contra a prática homossexual e ter sido eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.
No texto publicado por Xuxa a apresentadora acusa o líder da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento de ter afirmado que “negros, aidéticos e homossexuais não tem alma”, o que gerou muitas criticas nas redes sociais pois para os evangélicos a apresentadora estaria usando da sua influencia para prejudicar o pastor aumentando a polêmica.
“Todo mundo sabe o quanto eu respeito todas as religiões, mas esse homem não é um religioso, é um monstro .Em nome de DEUS ele não pode ter poder ….”, comentou Meneguel.
Alguns lembraram o episódio que deu início a carreira de Meneguel com o filme pornográfico “Amor, Estranho Amor”. Na trama de 1982 Xuxa aparece insinuando-se sexualmente para um menino de 12 anos, o que para os críticos seria uma apologia a pedofilia. Críticos também lembraram que a apresentadora já foi acusada de ter um paquito com o diabo e Feliciano chegou a defendê-la (assista ao vídeo).
A cantora Vanilda Bordieri parabenizou Marco Feliciano pela postura diante das críticas e acrescentou: “A maldição vai ser transformada em bênção”.
vanilda_xuxa

Célia Sakamoto também se manifestou favorável ao pastor e disse acreditar na possibilidade de um dia o pastor ser o Presidente do Brasil.
CeliaSakamoto_xuxa
 Leia o texto postado por Xuxa:xuxa
Assista ao Vídeo:
O verbo