terça-feira, abril 30, 2013

Prefeitos se preparam para criar consórcio no Agreste [Surubim esta dentro]

Da esquerda p/direita, os gestores agrestinos Cleber Chaparral (Orobó), Rosineide Barbosa (Casinhas), Alex Robevan (Santa Maria do Cambucá), Miguel Barbosa (Bom Jardim), Túlio Vieira (Surubim) e Lula da Capivara (Frei Miguelinho) (Foto: Célio Borges/Facebook)


Na minha coluna "Meio ambiente e sustentabilidade" do jornal Correio do Agreste (que estará nas bancas em breve), eu continuei falando sobre o lixão de Surubim e toquei num assunto que era até motivo de piada (para alguns), quando eu apresentava o programa a voz do povo. Desde 2008 eu defendia a criação de um consórcio entre as cidades vizinhas - Principalmente - Surubim, casinhas e Vertente do Lério para gerenciar de uma forma especial o problema do lixo nestas cidades. 
Os anos se passaram e esse grande dia chegou. Confira a matéria postada no blog da prefeitura de Casinhas. Eu volto em seguida. 

Na última segunda-feira (29), prefeitos do Agreste Setentrional de Pernambuco, a exemplo da prefeita de Casinhas, Rosineide Barbosa, deram mais um importante passo na criação de um consórcio integrando os municípios que formam a região. 


Foi durante uma reunião realizada na sede da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Participaram, além da prefeita casinhense, os prefeitos Túlio Vieira (Surubim), Miguel Barbosa (Bom Jardim), Cleber Chaparral (Orobó), Lula da Capivara (Frei Miguelinho) e Alex Robevan (Santa Maria do Cambucá), além do economista e consultor em Gestão Pública José Laércio Viana de Queiroz, que é ex-prefeito da cidade do Bonito e especialista em Consultoria Organizacional, e do secretário de Administração de Bom Jardim, Deoclécio Barbosa. 

Na ocasião, os seis prefeitos agrestinos assinaram o Termo de Cooperação Técnica para criação do futuro Consórcio dos Municípios do Agreste Setentrional.



Voltei...

A criação deste consórcio é um passo muito importante para o desenvolvimento da nossa região. Espero que os gestores possam trabalhar de forma integrada focando o desenvolvimento de seus municípios e que essa 'associação' não fique apenas no papel.