quarta-feira, maio 01, 2013

LUTO: Morre o poeta das vaquejadas Zito Barbosa

Zito Barbosa Surubim

Faleceu na tarde desta quarta-feira (1.º), o poeta e locutor de Vaquejada Zito Barbosa, de 60 anos. O artista lutava contra um câncer. 


A doença foi diagnosticada no estômago. Há cerca de dois anos, Zito passou por uma cirurgia para retirada do tumor e foi submetido à sessões de quimioterapia.

Depois do tratamento ele voltou a ter uma rotina aparentemente normal, chegou até a escrever no ano passado um livreto em cordel contando a sua luta contra a doença. 

Na manhã desta quarta-feira (1.º), o artista deu entrada na emergência do Hospital Municipal de Surubim com dificuldades para respirar. 

Exames realizados na unidade de saúde comprovaram a metástase do câncer para o pulmão. Zito Barbosa faleceu por volta de 13h30.

José Barbosa de Souza, nasceu em 1953 no Sítio Mandurí, zona rural de Santa Maria do Cambucá. Em 1979, começou a carreira como locutor de Vaquejada.

Escreveu vários livros de poesia entre eles, Versos e Prosas, Vaqueiros e Vaquejadas, onde conta um pouco de sua história. 

Desde a década de 80, era o locutor oficial da Missa do Vaqueiro em Serrita. 

Por causa da fama como narrador de Vaquejada, em 1998, foi entrevistado por Jô Soares, no programa Jô Soares Onze e Meia, no SBT.

Como compositor, teve canções gravadas por cantores como Alycmar Monteiro e Cláudio Rios.

Foi homenageado pela dupla Sirano e Sirino na música Boi Carrapeta.

Zito também foi locutor da Rádio Surubim AM. Um dos últimos trabalhos realizados no rádio pelo artista, foi em dezembro de 2012 na Integração FM, quando apresentou durante uma semana, o especial Asa Branca, saudade de um Rei, em homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga.

O local do velório e o horário do sepultamento ainda não foram divulgados pela família.


Assista alguns momentos da carreira de Zito Barbosa:



Fonte: rádio Integração Fm - Blog da Integração