Recorde de público marcou a 76ª vaquejada de Surubim-PE


Surubim fica realmente em festa durante os quatro dias de vaquejada no Parque J. Galdino. A festa esse ano reuniu gente de todo canto do país que foi conferir de perto a competição das melhores equipes na 6ª etapa do Campev, Campeonato Portal e as atrações que lotaram a casa de shows do parque nos dias 13, 14 e 15.

Para João Galdino, organizador do evento junto com Guilherme Galdino e família, a festa não poderia ter sido melhor. “Fizemos de tudo para que a vaquejada terminasse num bom horário e todos os competidores pudessem voltar para casa ainda no domingo. É uma enorme satisfação assistir as disputas com essas arquibancadas lotadas. Só tenho a agradecer a Deus e ao Governo do Estado, Prefeitura Municipal e a todos os outros que contribuíram para a realização da nossa vaquejada”.

Segundo dados da secretaria do parque, 625 competidores participaram da derrubada do boi na 76ª vaquejada do Parque J. Galdino. Acrescido de todo o renome da vaquejada, o sucesso do número de senhas, teve contribuição, também do Campeonato Portal. “O Campeonato é acompanhado por equipes de todo o país, que cumprem o calendário no intuito de vencer o Brasileirão. Agradeço às equipes que, mesmo sem nenhum compromisso com o parque, vieram prestigiar nossa festa”, acrescentou João Galdino.

Surubim-PE recebeu turistas de todo o país. Na sexta-feira, 13, cantor do Aviões do Forró, Xandy, falou sobre o potencial do evento. “Essa vaquejada é histórica, fazer show aqui tem um sabor especial”. Já o cantor Jorge, da dupla sertaneja Jorge & Mateus, declarou sua satisfação em fazer parte da festa. “A vaquejada de Surubim é conhecida em todo o país, eu sempre ouvi falar muito bem, e estou muito feliz em estar vendo de perto a grandiosidade do evento. Com certeza quero voltar”.

Para Geraldinho Estrela, presidente do Campev, “a corrida foi maravilhosa, em relação à boiada, pista e horários. Desde Bezerros-PE, retomamos a qualidade do Campev. Porque passamos por algumas dificuldades em relação à boiada no 1º semestre. Mas é desse jeito que o Campev gosta e sabe trabalhar”.

Escrito por Clara Marinho / Portal da vaquejada

Tecnologia do Blogger.