2 de outubro de 2013

Alunos da rede municipal de ensino de Orobó tem aulas de karatê



Os Alunos da rede Municipal de Ensino do município de Orobó agora têm a oportunidade de praticar karatê. Esta modalidade esportiva, que é pouco encontrada nas escolas públicas convencionais, tem contribuído, consideravelmente, para a melhora da disciplina dos alunos.          
 

Este trabalho foi idealizado pelo professor Noé, que vem desempenhando um bom trabalho na rede municipal de ensino. O professor é praticante de karatê desde jovem. Noé desenvolve suas experiências na luta no ambiente educativo na escola José Virgolino, situada na Vila Matinadas e sempre obteve muito sucesso no que diz respeito à aceitação e a melhoria do comportamento da garotada.

Dentro do programa MAIS EDUCAÇÃO e com o apoio da prefeitura de Orobó, a equipe do professor Noé, leva os seus alunos para apresentações em vários lugares, como foi o caso da escola municipal Chapeuzinho Vermelho, localizada no centro da cidade, onde os alunos e equipe da escola ficaram admirados com o trabalho desenvolvido.

O professor Noé, também desenvolve seus trabalhos na STÉTICA academia, com jovens de Orobó e região.

Karatê - significa "caminho das mãos vazias", é uma arte marcial japonesa que enfatiza as técnicas de bloqueios, socos e chutes. O treino desta arte marcial é divido em fundamentos (kihon), formas (kata) e combate (kumite). O kumite pode ser combinado ou livre. Existem competições de kata e de kumite. Em muitos estilos são praticados quebramentos de telhas, tijolos e outros materiais. No estilo Kyokushin estes quebramentos chegam a fazer parte das competições como método de desempate, se o kumite terminar empatado ganha quem quebrou mais telhas ou tijolos.

A história do Karatê está cheia de incertezas e mitos. Sabe-se que os habitantes da ilha de Okinawa, que fica entre a China e o Japão, praticavam um estilo chamado Te (mão). Sabe-se que Okinawa recebeu influências do continente próximo, habitado pelos chineses e coreanos; algumas danças, por exemplo, são coreanas e com as técnicas de luta aconteceu o mesmo. Assim, da fusão do Te com o Kung Fu chinês surgiu o Tang-Te, uma referencia a dinastia Tang da China. Com a anexação de Okinawa ao Japão foi necessário adaptar o Tang-Te à cultura japonesa e seu nome foi mudado para Karate (mãos vazias). Levado para o Japão o karatê foi modernizado e sistematizado, o que incluiu, por influência do judô, a adoção do quimono branco e o sistema de graduação por faixas coloridas.

No karatê existe um grande número de estilos e escolas. Os mais conhecidos atualmente são: Kyokushin, Wado-ryu, Shorin-ryu, Shotokai, Shotokan, Goju-ryu; Shito-ryu e Uechi Ryu.

Prefeitura de Orobó

Postagem anterior
Próxima