13 de outubro de 2013

Justiça nega prisão de criminosos que ameaçaram governador. Tipo assim... Quando matar a gente prende?

Governador de São Paulo
Geraldo Alckmin / Governador de São Paulo

A Justiça de São Paulo rejeitou os 175 pedidos de prisão feitos pelo Ministério Público contra suspeitos de compor a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Segundo o juiz Thomaz Corrêa Farqui, o pedido dos 23 promotores que assinaram a ação foi genérico, sem individualização da conduta de cada um dos acusados. A decisão é do dia 27 de setembro.
O juiz tornou réus 161 suspeitos, que responderão a acusações de tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Os promotores recorreram ao Tribunal de Justiça para tentar reverter essa sentença de primeira instância. O PCC, descobriu a Polícia Federal, agindo dentro das cadeias, chegou a articular o assassinato do governador Geraldo Alckmin.

Magno Martins  

Postagem anterior
Próxima