9 de maio de 2014

Último suspeito de matar torcedor do Sport se entrega. Tadinho ele não quis mostrar o rosto.

Valdyr foi o último suspeito preso no caso que envolve a morte do torcedor Paulo Ricardo. (Foto: Paullo Almeida/Folha PE)

GUSTAVO LUCCHESI/BLOG DE PRIMEIRA
Chegou ao fim a caçada aos envolvidos no trágico episódio que envolveu a morte do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, na última sexta-feira, no estádio do Arruda. Como combinado entre o advogado do suspeito e a delegada Gleide Ângelo, o terceiro e último acusado de ter participado da ação criminosa chegou por volta das 19h39. Ele foi identificado como Valdyr Pessoa Firmo Júnior, 34 anos, auxiliar de estoque, e está sendo interrogado pelas autoridades na sede do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).
Ele chegou acompanhado do seu advogado e de familiares e será interrogado pela delegada responsável pelo caso Gleide Ângelo. Em seguida será transferido para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) ainda hoje à noite ou amanhã de manhã, dependendo do tempo que irá durar o interrogatório.
Segundo a mãe do rapaz, dona Iraci Minervina da Silva, ele confessou que tinha atirado o vaso sanitário, que estava bastante arrependido e que não era bandido. “Ele queria ter se entregado desde cedo, mas estava com medo. Ele me disse que agiu por impulso, mas ele não é bandido não”, disse a mãe do rapaz.
Bastante abalada, ela pediu para não ser fotografada pela imprensa e teve seu pedido respeitado. Em conversa informal com a delegada Gleide Ângelo, ela disse que “os últimos dias foram um inferno”.
Também abalado, um amigo de Valdyr, chamado de Hugo, que veio junto com o rapaz e seus familiares, limitou-se a dizer apenas que ele está bastante arrependido do que fez.

Postagem anterior
Próxima