5 de setembro de 2014

Lula: "Pernambuco tem que eleger Armando"


Lula: "Pernambuco tem que eleger Armando"
Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Lula: "Pernambuco tem que eleger Armando"

"Vocês que confiaram em mim, vocês que acreditaram em mim, que votaram em mim, que me elegeram presidente, que me reelegeram e que elegeram Dilma, agora vocês têm que eleger Armando governador de Pernambuco": foi assim, com todas as letras, que o ex-presidente Lula pediu votos para o seu candidato ao governo do Estado, Armando Monteiro (PTB), durante comício que reuniu milhares de pessoas no Centro de Petrolina, na tarde desta quinta-feira (4).

Ao lado de Armando, Paulo Rubem (vice) e João Paulo (senador), além do prefeito Julio Lóssio (PMDB) e o líder do PT no Senado, Humberto Costa, entre outras lideranças, Lula foi enfático ao defender o petebista como melhor opção para governar Pernambuco.

"Eu conheço esse caboclo. Quando ele foi presidente da CNI e eu precisava reduzir a visão negativa que o empresariado tinha do nosso governo, foi esse aqui do meu lado que marcou reuniões e dizia: 'Temos que acreditar em Lula porque ele é um homem de bem e quer o melhor para o Brasil'. E eu sei ter gratidão", afirmou.

Depois de defender as obras contra a seca feitas pelo seu governo e do governo Dilma Rousseff, além da instalação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Lula lembrou sua amizade com o ex-governador Eduardo Campos e da responsabilidade que o povo pernambucano tem com a eleição para governador.

"Minha relação com Eduardo não era fictícia. Veio desde 1989, quando fui candidato a presidente pela primeira vez. Gostaria que nunca tivéssemos nos separado. E o fato de ele ter morrido não muda um milímetro a minha relação de respeito com ele e com a família dele. Mas o que está em jogo é o futuro de Pernambuco", ressaltou.
Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação

Postagem anterior
Próxima