segunda-feira, setembro 01, 2014

Marina vence Dilma em Pernambuco. 41% a 35%,

Marina e Beto Albuquerque formalizaram aliança em ato neste sábado. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Marina e Beto Albuquerque, candidato a vice na chapa. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Por Amanda Miranda, repórter do NE10, especial para o Blog de Jamildo
A pouco mais de um mês das eleições, o cenário eleitoral em Pernambuco mudou radicalmente.
Agora, quem lidera a corrida presidencial no Estado, com 41% das intenções de voto, é Marina Silva (PSB), herdeira do ex-governador Eduardo Campos (PSB) após a morte do socialista em desastre aéreo, no mês passado.
É o que aponta o segundo levantamento realizado pelo Instituto Maurício de Nassau (IPMN), encomendado pelo Portal Leia Já e publicado em parceria com o Jornal do Commercio nesta segunda-feira (1º).
A presidente candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), caiu e está com 35% das intenções de voto.
Dilma, entretanto, continua muito à frente de um dos seus principais adversários nacionalmente, Aécio Neves (PSDB), que aparece com apenas 3% aqui.
O candidato de bandeira religiosa Pastor Everaldo (PSC) é o quarto colocado, com 1%. Os votos brancos e nulos somam 8% e 12% dos entrevistados não responderam em quem votariam.
01-votos-presidente
A última pesquisa IPMN, do início de agosto, havia apontado Dilma dez pontos à frente de Eduardo, com 40%.
Assim, o novo levantamento acaba refletindo a análise feita nesse sábado (30), de que,após a sua morte, Eduardo Campos (PSB) mostrou-se melhor cabo eleitoral que Lula (PT).
No entanto, há um pequeno detalhe: isso é um recorte em Pernambuco, já que a pesquisa divulgada hoje mostra que 66,2% dos entrevistados lembram de Lula quando o assunto são as melhorias recentes no Brasil.
Aécio Neves já estava em posição diferenciada em relação ao restante do País, com 4%. Os índices de Pastor Everaldo e de eleitores que não responderam sobre as suas opções eram os mesmos, mas o de votos brancos e nulos eram maiores, de 14%.
Possivelmente devido aos seus ‘padrinhos’ em Pernambuco, a maior porcentagem de Marina é no Recife, onde atinge 53%, mais que o dobro de Dilma (24%).
O contrário acontece no Sertão, região em que a presidente tem 52% e a socialista tem 32%.
A acriana vence em três – além da capital, na Região Metropolitana e na Zona da Mata – e a petista nas outras três – no Agreste, no Sertão e no São Francisco.
Um dado interessante é sobre a renda dos entrevistados. Dilma, de gestão reconhecida pelos programas sociais, não vence em nenhuma faixa de renda dos pernambucanos e empata com Marina entre os entrevistados que recebem até um salário mínimo – tem 37% contra 38% da adversária. Se considerados os que têm renda acima de cinco mínimos, Marina chega a 50%, contra 31% de Dilma.
No entanto, Dilma tem mais intenções de voto entre os entrevistados com grau de escolaridade menor – ensino fundamental incompleto. A petista dispara com 45%, uma diferença de 14 pontos em relação a Marina, segunda colocada, Aécio aparece com 3%.
Porém, a socialista tem 50% entre os de nível médio e superior completo, abrindo 21 e 27 pontos, respectivamente, em relação à presidente.
As duas estão praticamente empatadas  entre as pessoas de ensino fundamental completo.
Na pesquisa espontânea, quando é questionado apenas em quem as pessoas votariam, sem citar o nome dos candidatos, Lula e Eduardo ainda aparecem, mas é pouco, com 1% cada um.
Foram entrevistadas 2.480 pessoas entre os dias 25 e 26 de agosto.
A margem de erro é de dois pontos percentuais e o nível estimado de confiança é de 95%.
Na Justiça eleitoral, o levantamento foi registrado sob os números PE-00018/2014 e BR-00416/2014, no dia 21.