sexta-feira, outubro 31, 2014

Polícia prende acusado de triplo homicídio em Surubim

Polícia Civil de Pernambuco, através do Departamento de Repressão ao Narcotráfico – DENARC, realizou nesta quinta-feira (30), a Operação Casa Três e identificou pelo menos 31 pessoas integrantes de uma quadrilha responsável por homicídios, assaltos, tráfico de drogas e de armas.  As investigações começaram em Março deste ano, após um triplo homicídio ocorrido no limite dos municípios de Surubim e Casinhas – quando um agricultor de 72 anos e suas duas filhas gêmeas foram assassinados.

Foram presas 10 pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha. Além delas mais 11 – que já cumprem pena no presídio de Surubim - também foram identificadas como integrantes do grupo comandando o crime de dentro do sistema carcerário. No período de Março a Outubro também foram presas 10 suspeitos totalizando assim, 31 acusados de integrarem a quadrilha. Segundo a Polícia dois homens apontados como líderes estão foragidos.  

Curta a nossa página abaixo
O chefe de  Polícia Osvaldo Morais, que participou da coletiva para divulgar o resultado do trabalho, falou da importância das operações de repressão qualificada, que além de tirarem de circulação grande número de criminosos  resultam na queda nos números de homicídios, assaltos e tráfico de drogas. “Este ano realizamos 26 operações e prendemos 469 suspeitos de diversos delitos”, comemora.

Ernildo Barbosa da Silva, 20 anos, conhecido por “Pipi”, é um dos acusados de encabeçar o grupo e, segundo o delegado Sérgio Ricardo, diretor do DENARC, tem envolvimento direto no triplo homicídio além de ter praticado outros três crimes de morte. “Ao ser abordado pelos policiais, ele usou documento falso e tentou se passar por outra pessoa. Ele vai responder por homicídio, tráfico de drogas, falsidade ideológica e uso de documento falso”, informou o delegado.
Os homens detidos na operação foram levados à Penitenciária de Limoeiro, no Agreste. Já as mulheres seguiram para a Colônia Penal do Recife.

O balanço da Operação Casa Três resultou também no cumprimento de 14 mandados de buscas e apreensões com  63 kg de maconha, 1,05 kg de crack, mais de um quilo de cocaína, quatro veículos, quatro armas de fogo, munições de diversos calibres, pólvoras e projéteis.
Estiveram envolvidos na ação 72 policiais civis, coordenados pela Diretoria Integrada de Polícia Especializada – DIRESP. Também participaram da coletiva o subchefe da Polícia Civil Romano Costa, o Diretor da DIRESP, Joselito Kherle e o Diretor do Interior 1, Salustiano Albuquerque.

* Diário de Pernambuco