3 de novembro de 2014

"O bicho vai Pegar" na escolha do novo Presidente da Câmara de Vertente do Lério


Passada à eleição presidencial de 2014, onde a presidente da república Dilma Rousseff (PT) obteve no município 3.961 votos, enquanto o seu adversário Aécio Neves (PSDB) ficou com 1.569 votos e assim a candidata reeleita despontou com uma vantagem de 2.392 votos  sobre o tucano.

O assunto nos bastidores da política local agora ganha outro foco,  é a eleição para nova mesa diretora do poder legislativo municipal, pois segundo o que chega a este blog, é que está complicado para acontecer uma escolha de consenso, principalmente no campo oposicionista.

Segundo o que nos chega, os vereadores que estão com às ex – prefeita Wélita Sales, praticamente todos eles querem presidir a casa no biênio  2015 – 2016, são eles Severina França (D.Ina) mãe da ex – prefeita, Fábio França , Elionaldo Barbosa ( Nado de Tina) e Maria do Socorro (D. Socorro), à exceção do Vereador Wellington Pereira (Lucas da Serra) que não lhe foi prometido a cadeira de presidente da casa, mas que estaria aberto a conversa com qualquer grupo, aos demais, a doutora Wélita Sales teria prometido o fazer presidente  do legislativo, então o racha está grande entre os mesmos, pois nenhum pelo menos no momento abre mão da presidência da casa e detrimento do outro.

Ainda segundo informações; O atual presidente Saulo Barbosa, pretende permanecer no cargo, o que se torna um pouco mais complicado, pois, primeiro os edis teriam que aprovar projeto permitindo reeleição na casa, porque até o momento não existe nenhum projeto aprovado no legislativo nesse sentido. Sem falar que ele é o único vereador no grupo que representa.

À única possibilidade de momento, mesmo com apenas três vereadores seria do grupo da situação representada na casa pelos vereadores Edson Farias, David Almeida e Ivanildo Barbosa (Nildo do Sindicato), embora não haja noticias de nome para concorrer ao cargo no grupo, o que se sabe, é que se houver indicação de qualquer um dos nomes, haverá consenso entre eles.

Á eleição deve acontecer em Dezembro, porém daqui até lá, muita coisa deve acontecer, ficaremos no aguardo do desenrolar dos fatos, e mais, a votação será aberta, ou seja, o vereador pronunciará o seu voto de viva voz, para que todos possam conhecer para quem foi dado o seu voto.

Esta escolha promete tantas emoções, quanto foi o processo dessa eleição presidencial de 2014.


Por Sérgio Ramos/Repórter e Blogueiro – 27/10/2014
E-mail: felizsramosdecarvalho@yahoo.com.br -

Postagem anterior
Próxima