10 de novembro de 2014

Surubim sedia capacitação do Garantia Safra


A Coordenação Estadual do Programa Garantia Safra em parceria com a Prefeitura, realizou na última terça-feira (4), em Surubim, o encontro do Agreste Setentrional para capacitação sobre o projeto.

O programa tem por objetivo garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sujeitos a perda de safra por razão do fenômeno da estiagem ou excesso hídrico, e é destinado a famílias com renda de até um salário mínimo e meio mensal e que plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho arroz, mandioca, algodão ou outras atividades agrícolas de convivência com o semiárido.

Durante o evento, que aconteceu no Polo da Universidade Aberta do Brasil, foram abordadas as mudanças ocorridas, os valores dos aportes e o calendário de implementação do programa, as orientações para as verificações de perdas, qualificação das DAPs (Declaração de Aptidão ao Pronaf) e homologação das inscrições.  Na ocasião, houve, ainda, uma qualificação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS).

Em cada município, participam três representantes da sociedade civil inseridos no CMDRS; um por Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais; um membro da Secretária Municipal de Agricultura Familiar; mais um do Instituto de Pesquisa Agronômica – IPA, sendo este um técnico local/municipal.

Estiveram presentes ao encontro, representantes dos municípios de Surubim, Casinhas, Vertente do Lério, Vertentes, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Cumaru, Passira, Salgadinho, João Alfredo, Orobó, Bom Jardim, Limoeiro, Feira Nova, Machados e São Vicente Férrer.

A capacitação foi presidida pelo consultor do Ministério do Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Alfredo Júnior.

Surubim foi representado pelo secretário de Agricultura, Indústria e Comércio, José Geraldo Neto, Israel Crispim (Diretor de Política para a Terceira Idade da Fetape e liderança do Sindicato dos Trabalhadores Rurais) e José Inácio da Silva, coordenador do CMDRS.

Com informações da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape)

Postagem anterior
Próxima