18 de abril de 2016

Em Boa Viagem, resultado pró-impeachment é comemorado como Copa do Mundo

Do JC Online 

Quando o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) anunciou o voto a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o 342º voto, que demarcava oficialmente a derrota da petista na Câmara Federal, um trecho da Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, comemorou como se fosse gol da Seleção em Copa do Mundo. 

A analogia parece clichê, mas tem fundamento: abraçados, com roupas nas cores da bandeira do Brasil, olhos grudados em um telão, os recifenses que participaram do evento coordenado pelo Movimento Vem Pra Rua celebraram com festa, cerveja e champanhe a vitória da oposição em Brasília. 

No fim do evento, houve a execução do Hino Nacional. Cada voto pernambucano dado pelo impeachment de Dilma era recebido com aplausos intensos. Os deputados que votaram contra a saída de Dilma, como Silvio Costa (PTdoB) e Luciana Santos (PCdoB), eram vaiados e rotulados de “covardes” por alguns dos espectadores. 

Atuando como uma espécie de mestre de cerimônia do evento, o coordenador do Movimento Vem pra Rua, Gustavo Gesteira, pedia aos presentes em Boa Viagem para se lembrarem dos parlamentares pró-governo nas eleições municipais deste ano. No caso de Silvio Costa, por exemplo, ele reforçou que o filho do parlamentar, Silvio Costa Filho (PRB), vai disputar a Prefeitura do Recife e não deveria ser votado. 



As comemorações em Boa Viagem começaram antes do voto de Bruno Araújo. Assim que soube que os aliados da presidente reconheciam de forma oficial o resultado adverso, Gustavo Gesteira repassou a informação. A festa se dava a cada passo rumo à consolidação do impeachment. O voto e o discurso dos deputados Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Tiririca (PR-SP), por exemplo, foram bastante aplaudidos. Já Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi um dos mais vaiados. 

De acordo com Gustavo Gesteira, a atuação do Vem pra Rua no Recife não se encerrou ontem com a derrota do governo Dilma. “Vamos cobrar dos senadores que eles respeitem a vontade da imensa maioria do povo brasileiro e pernambucano. Vamos entrar em contato com todos os 81 senadores, pedindo que se manifestem publicamente e votem pela saída da presidente”, afirmou, garantido que vai pedir o “Fora, Cunha” também.

Postagem anterior
Próxima