16 de abril de 2016

Em muro na Esplanada, cartazes citam crise política e pedem tolerância

Erguido no último fim de semana no meio do gramado da Esplanada dos Ministérios, o muro, com tapumes de aço, serviu para a população expressar sua opinião sobre o atual momento político e a própria instalação do muro, que tem o propósito de evitar confrontos entre manifestantes favoráveis e contrários ao pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. 

Com cartazes e pichações de um lado e do outro, foram colocados pedidos de tolerância e o fim da segregação, com mensagens como "Tolere"; "Bora se Amar"; "Política não é o bem vs. o mal"; e "Olhem a que ponto chegamos!". Nos cartazes podem ser lidas, além de manifestações pró-impeachment, críticas em relação ao muro, como “Muro de Berlim”; “Fora segregação”; e “Muro da vergonha”. 
Mensagem postada no muro erguido na Esplanada dos ministérios pede paz

Com dois metros de altura e um quilômetro de comprimento, o muro está posicionado no meio de um corredor de 80 metros de largura onde ficarão os policiais. Os manifestantes contrários ao impeachment ficarão do lado norte, do mesmo lado do Teatro Nacional, e os favoráveis ao impeachment ficarão do lado da Catedral. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do Distrito Federal, a colocação do alambrado é para impedir a visibilidade e o contato entre os grupos contrários e reduzir a chance de provocações e embates.

Postagem anterior
Próxima