Eduardo Cunha revela a Moro ter aneurisma

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) leu, ao chegar para prestar ao juiz Sérgio Moro, uma carta de 10 páginas na qual relata ter um aneurisma similar ao da ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta na semana passada. A informação foi repassada pela defesa do ex-deputado.


Ao citar a doença, Cunha acrescentou que precisa de cuidados que não seriam possíveis no Complexo Médico Penal de Pinhais, em Curitiba, onde está preso desde outubro. O documento foi escrito de próprio punho por Cunha na penitenciária onde está detido há quase quatro meses. Ele também carregava um calhamaço de documentos, na chegada ao prédio da Justiça Federal. 

O político tem acompanhado pessoalmente todas as audiências do processo - o que não é comum a outros réus presos na Lava Jato. Em ocasiões anteriores, sentou ao lado do seu advogado, fez anotações e cochichou instruções e comentários aos defensores, durante os depoimentos de testemunhas. 

O ex-deputado prestou depoimento sobre a acusação de que recebeu R$ 5 milhões em propina referentes ao esquema envolvendo o projeto do campo de petróleo de Benin, na África, segundo as investigações da Operação Lava-Jato.

Fonte: Folha de Pernambuco 
Tecnologia do Blogger.