2 de junho de 2017

Ivete do Sindicato explica o motivo de não ter assinado a abertura CPI

A vereadora Ivete do sindicato (PT) enviou uma nota ao nosso blog explicando o motivo de não ter assinado a abertura da CPI para investigar a gestão municipal em Surubim que seria apresentado na noite de ontem na Câmara Municipal. Confira na integra a nota abaixo. 

Caros amigas e amigos, Trabalhadores de Surubim, gostaria de esclarecer porque não assinei o pedido de CPI para investigar possíveis irregularidades cometidas pela prefeita de Surubim Ana Célia.  Venho esclarecer que sou oposição, mas com responsabilidade e compromisso e que meu partido PT sempre foi um partido de ouvir as pessoas nos momentos de decisões políticas. 

Não preciso me vender para tomar decisões, até porque não sou mercadoria, e meus princípios sempre falaram mais alto. Não me escondo atrás de gabinete e não sou de servir de escada para ninguém. Resolvi pedir ajuda a assessoria jurídica, lideranças e as entidades que represento. Nesse primeiro momento não assinei esse documento, aguardando uma posição mais detalhada do Ministério Publico, juntamente com o Tribunal de Contas do Estado (TCE),  que preza pela defesa da ordem jurídica e dos interesses da sociedade  pela fiel observância das leis.

 Como é do conhecimento de todos, o vereador da bancada de oposição, já acionou a justiça para investigar possíveis desvios de conduta da gestora do município. Órgãos competentes, como o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado irão verificar a legalidade dos decretos e, adotar, se necessário as medidas de responsabilização por eventuais práticas não condizentes com a lei 8.666/93. 
Estes órgãos mais tarde vão apontar os verdadeiros culpados, aí sim não terei dúvidas de formular a minha decisão em favor do povo de minha terra. Continuo sendo uma defensora do controle público nas decisões que digam respeito à vida das pessoas.

Foto: Carlos galhardo 

Postagem anterior
Próxima