quarta-feira, agosto 02, 2017

Compesianos deflagram greve por tempo indeterminado

Nesta terça-feira (01/08), a maioria dos compesianos presentes nas assembleias realizadas em quatros polos (Recife, Caruaru, Carpina e Petrolina), ratificaram a decisão de greve por tempo indeterminado, a partir das 00:00h, da próxima segunda-feira (07/08). 

Negociação e mobilização 

Após três meses e 10 rodadas de negociação, a COMPESA ainda não apresentou uma proposta que atenda os anseios dos trabalhadores. Por isso, a categoria decidiu que é hora de pressionar a Companhia e exigir seus direitos através da greve por tempo indeterminado. 

Os compesianos estão indignados com a forma como estão sendo tratados pela direção da empresa, que não reconhece o trabalho duro e a dedicação de toda a categoria, que sofre com salários defasados pela inflação, com as péssimas condições de trabalho (como a falta de produtos de higiene e segurança) e com o assédio moral de suas chefias. 

De acordo com o Sindicato dos trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado de Pernambuco (SINDURB/PE) a união é a palavra-chave e por isso a participação de todos é fundamental para fortalecer nossa luta. 

A partir das 00:00h, da próxima segunda-feira (07/08), todos os compesianos pretendem se mobilizar no início da manhã em frente aos seus locais de trabalho e solicitar a adesão de seus colegas de trabalho na paralização. 

A partir das 10:00h, eles irão para à frente da sede da COMPESA, na Avenida Cruz Cabugá, onde será a concentração principal da greve.