19 de setembro de 2017

Preso trio envolvido em tiroteio que atingiu jornalista em Caruaru

Três suspeitos de envolvimento no tiroteio que terminou com um jornalista baleado em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foram presos nesta segunda-feira (18). Durante a operação, realizada no Sítio Maniçoba, na Zona Rural da cidade, próximo ao Alto do Moura, um quatro suspeito foi morto. Ainda há um quinto homem foragido.

Os presos são José Ranieri de Oliveira Simões, 32 anos, Vagner Santos Figueiredo, 30, e Victor Luiz Bezerra da Silva, 20. João Pedro morreu no confronto com a polícia. Os suspeitos foram capturados pelas equipes da divisão de homicídios de Caruaru e GTA, com apoio dos militares do 4° Batalhão da Polícia Militar.

Mais cedo, retratos falados de dois dos suspeitos tinham sido divulgados pela Polícia Civil (PC), que recebeu denúncias sobre o possível esconderijo da quadrilha, nesse Sítio Maniçoba, que fica cerca de 20 minutos do Centro do município. "Quando a aeronave da Secretaria de Defesa Social sobrevoava esse sítio, ela foi recebida a tiros pelos assaltantes. Ela revidou, e um dos assaltantes morreu no local. A equipe que veio por terra consegui prender três assaltantes, que ainda estavam armados, e foram apreendias com eles várias armas e muitas munições”, explicou o secretário de defesa social, António de Pádua.

A polícia apreendeu duas espingardas, dois revólveres .38 e uma pistola .40, além de possíveis materiais roubados na casa que estava sendo usada como esconderijo. Segundo Pádua, os suspeitos são do Rio Grande do Norte. "Possivelmente, são fugados ou em regime semi-aberto do presídio de Alcaçuz, acusados de homicídio, assaltos e receptação e tráficos de entorpecentes", disse.



Entenda o caso

O jornalista Carlos Alexandre de Farias Silveira, 39 anos, da TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, foi baleado na noite do último sábado (16), no Alto do Moura, em Caruaru, quando voltava para casa. O disparo atingiu a cabeça, onde a bala permanece alojada. Ele está internado na Unimed Caruaru, com quadro clínico estável, porém crítico, sendo mantido em sedação profunda e respirando com ajuda de aparelho. Segundo o mais recente boletim da unidade, houve melhora da pressão intracraniana (PIC) em relação ao período da manhã, estando próximo aos níveis considerados normais.

Na troca de tiros, dois socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram baleados, mas passam bem. Eles estavam socorrendo uma mulher na rua quando foram feridos. A polícia disponibilizou os números 99488-7099 e 99488-7527 para quem tiver informações sobre os suspeitos. As informações podem ser repassadas pelo WhatsApp.
Folha de Pernambuco 

Postagem anterior
Próxima